22 julho 2018

Delícia

Há muitos tipos de “delícias”. Algumas são doces, outras salgadas, e, para alguns, até azedas e amargas. Há delícias que fazem bem, e há delícias que fazem mal. Há delícias que nos dão um sentimento de alegria que dura por muito tempo, como um belo jantar romântico, e há delícias as quais, logo que as experimentamos e depois do êxtase do prazer momentâneo, nos colocam em depressão, arrependidos de termos exagerado, errado a dose, julgado mal. Antes de fazer algo, ou “entregar-se” às delícias oferecidas, pergunte-se sobre o que virá depois. E faça isso sob o conselho de Deus pois, como disse Jesus: “Felizes as pessoas que têm fome e sede de fazer a vontade de Deus, pois ele as deixará completamente satisfeitas”. Aliás, estar na presença de Deus Pai, Filho e Espírito Santo é uma delícia, uma alegria eterna.

Oração: Jesus, quero aproveitar ao máximo a tua companhia porque junto a ti posso desfrutar das delícias que duram e não trazem culpa. Amém.

Leia em sua Bíblia o Salmo 16 – Compartilhe #HoraLuterana

21 julho 2018

Faltou o milagre?

Todos já tivemos pedidos negados por Deus: a doença não derrotada, o emprego não conseguido, a depressão recorrente. Certa vez, líderes religiosos pediram a Jesus um milagre para que provasse que seu poder vinha de Deus. “Jesus deu um grande suspiro e disse: - Por que as pessoas de hoje pedem um milagre?” (Mc 8.12). E não os atende. O maior sinal viria: após ser morto por nós, ele ressuscitou no terceiro dia. Mesmo que seus pedidos por milagres não sejam atendidos, olhe para o maior sinal do amor de Deus por você: quem crer em Jesus, terá vida eterna! Eis o milagre!

Oração: Senhor Deus, seja feita a tua vontade. Obrigado porque tua vontade é dar-me vida eterna. Em nome de Jesus. Amém. 

Leia em sua Bíblia Marcos 8.11-13 - Compartilhe #HoraLuterana

20 julho 2018

No sofrimento

No sofrimento, muitas vezes olhamos para o passado em busca de explicações. No sofrimento, muitas vezes, ansiamos pelo futuro em busca de alívio. No entanto, o poeta bíblico afirma: “No sofrimento, eu fui consolado, porque a tua promessa (Senhor Deus) me deu vida” (Sl 119.50). No sofrimento, olhe para o passado e veja as promessas cumpridas em Jesus. Ele conhece nosso sofrimento, e morreu para nos dar vida. No sofrimento, olhe para o futuro com o coração na promessa da ressurreição e das lágrimas enxugadas por Deus. E seja consolado.

Oração: Senhor Deus, tuas promessas sempre são cumpridas. Que no meu sofrimento o teu Espírito Santo console-me com a lembrança das tuas promessas. Em Jesus tu me deste vida. Amém.

Leia em sua Bíblia Salmo 119.49-56 – Compartilhe #HoraLuterana

19 julho 2018

Até quando esperar?

"Até quando aguentar?” perguntam as pessoas diante da injustiça e da maldade. “Onde está Deus diante da violência?”, gritamos em segredo e buscamos respostas como o profeta Habacuque. Deus responde ao profeta e nos ensina: “O tempo certo vai chegar logo; portanto, espere, ainda que pareça demorar, pois a visão virá no momento exato. A mensagem é esta: Os maus não terão segurança, mas as pessoas corretas viverão por serem fiéis a Deus” (Hc 2.3b-4).
Por mais que as coisas pareçam ruins, espere em Deus. Ele promete que a maldade vai acabar, sim. Continue fiel ao Deus que enviou Jesus para trazer perdão e a certeza da vida plena. Você viverá e verá um mundo totalmente novo, sem violência ou sofrimento.

Oração: Pai, ainda que as figueiras não produzam frutas, e as parreiras não deem uvas; ainda que não haja azeitonas para apanhar nem trigo para colher; ainda que não haja mais ovelhas nos campos nem gado nos currais, mesmo assim eu darei graças ao Senhor e louvarei a ti, o meu Salvador. O Senhor Deus é a minha força. Torna o meu andar firme como o de uma corça e leva-me para as montanhas, onde estarei seguro (Hc 3.17-19). Amém.

Leia em sua Bíblia Habacuque 1.1-4 e 2.1-4 - Compartilhe #HoraLuterana

18 julho 2018

Superação

Geralmente não gostamos que nos digam que precisamos nos arrepender. O orgulho que há em nós luta contra o reconhecimento de nossos pecados e de que precisamos do perdão de Deus. Mas para algumas pessoas, acreditar que Jesus morreu e ressuscitou, é ainda mais difícil. Certa vez, ao pregar arrependimento e a ressurreição, o apóstolo Paulo foi ridicularizado pelos gregos: “Quando ouviram Paulo falar a respeito de ressurreição, alguns zombaram dele, mas outros disseram: - Em outra ocasião queremos ouvir você falar sobre este assunto” (At 17.32). No entanto, mesmo com resistência, algumas pessoas creram em Jesus como o Salvador do mundo. A boa notícia do amor de Deus, a verdade revelada na Bíblia, pode superar nosso orgulho, medo e racionalizações.

Oremos: Senhor Deus, que a notícia da ressurreição de Jesus continue alimentando minha fé e vida. Em nome de Jesus. Amém.

Leia em sua Bíblia Atos 17.16-33 - Compartilhe #HoraLuterana

17 julho 2018

Matando quem amamos

“Mate seu filho.” Essa é basicamente a ordem de Deus a Abraão: “Pegue agora Isaque, o seu filho, o seu único filho, a quem você tanto ama, e vá até a terra de Moriá. Ali, na montanha que eu lhe mostrar, queime o seu filho como sacrifício” (Gn 22.2). Como em tantos outros textos bíblicos, acabamos nos perguntando sobre quem é Deus. Seria ele sádico ou maldoso? No fim, Deus evita o sacrifício de Isaque, e reconhece a fé de Abraão. Cerca de dois mil anos depois, o próprio Deus ofereceu seu filho, Jesus, como sacrifício pelos pecados de cada ser humano. Mas ele não o tira da cruz. Jesus morre. Porque nos ama. Mas no terceiro dia, Deus o tira do túmulo, vivo, vitorioso. Sim, Deus nos ama e nem a morte nos separará do seu amor.

Vamos conversar mais sobre isso? Hoje, quarta-feira, às 19h, acesse www.facebook.com/horaluterana e participe ao vivo do Programa O Caminho.

Oração: Pai, não te conhecemos perfeitamente, mas sabemos o quanto nos amas a ponto de dar seu Filho por nós. Obrigado pelo presente da vida eterna por meio de Jesus. Amém.

Leia em sua Bíblia Gênesis 22.1-19 – Compartilhe #HoraLuterana

16 julho 2018

Não esqueça Deus

Parece estranho, mas ter fartura e parar de sofrer podem nos ajudar a esquecer Deus. Por isso, Moisés, lembrou ao povo de Israel que a riqueza, a fartura, o alimento e a água que receberiam eram frutos do cuidado e do amor de Deus por eles. Ele escreveu: “Tenham o cuidado de não esquecerem Deus” (Dt 6.12). Você está crescendo profissionalmente? Está conseguindo viver com fartura? Tem saúde? Sucesso? Dinheiro? Tenha o cuidado de não esquecer Deus. É ele quem nos dá tudo o que precisamos para viver e ajudar quem precisa. E um dia, toda essa fartura não poderá nos livrar da morte e do Juízo. Nesse dia, o verdadeiro tesouro será o próprio Deus, Jesus Cristo. E esse tesouro nos acompanha por toda a nossa existência. Não esqueça.

Oração: Pai, obrigado por todas as bênçãos materiais. Que elas não me façam esquecer que dependo de ti, Senhor. Amém.

Leia em sua Bíblia Deuteronômio 1.10-15 – Compartilhe #HoraLuterana